Estamos só de passagem / We are just passing by

InShot_20171118_080107893-1299x480

Durante uma longa viagem de bicicleta passamos por muitos lugares e conhecemos muitas pessoas, talvez mais rapidamente e superficialmente, diferentemente de nossos amigos mais íntimos e familiares, mas conhecemos, conversamos, convivemos por algumas horas ou até dias e aprendemos muitas coisas com isso. Tem pessoas que me deixam admirado, outras que expõe minhas próprias fraquezas e a finitude do ser humano, aquelas que deixam saudades, algumas das quais parto sem mal conhecer e há as que se abrem como se eu fosse um amigo de longa data. During a long cycle trip we go through many places and meet many people, perhaps more quickly and superficially, unlike our closest friends and family, but we know, we talk, we live with them for a few hours or even days and we learn a lot from that. There are people who i admire, others who expose my own weaknesses and the finitude of the human being, those whom i miss, some of whom I leave without knowing much and there are those who open up as if I were a longtime friend.

InShot_20171118_081216489-480x480Outro dia me peguei pensando sobre isso, em como isso é parecido com a vida. Na nossa viagem temos um rumo, cujos caminhos ou roteiro neste sentido vão se modificando conforme situações que ocorrem durante a viagem e temos um destino final ou uma meta, que é retornar a cidade de Jales, nosso ponto de partida inicial, após dar a volta toda na terra, mas o mais legal de tudo isso não está sendo chegar no destino final e sim em aproveitar o caminho, principalmente no sentido do aprendizado que temos com as relações humanas. One day I9 got myself thinking about it, how it is like life. In our journey we have a course, whose paths or route in this direction are changing according to situations that occur during the journey and we have a final destination or a goal, which is to return to the city of Jales, our starting point, after a world tour, but the coolest of all this is not reaching the final destination but rather in seizing the path, especially in the sense of learning with human relations.

Na vida também temos o costume de traçar roteiros e metas que vão se modificando conforme vamos passando por situações distintas e temos um ponto final, literalmente, a morte, de preferência tranquila e após realizarmos alguns ideais ou sonhos. Mas também acho que o mais legal está em aproveitar o “caminho” até a chegada no ponto final, que nunca saberemos como e quando irá acontecer. O aprendizado com as relações humanas é incrível. In life we ​​also have the habit of drawing up roadmaps and goals that are changing as we go through different situations and we end up, literally, death, preferably quiet and after realizing some ideals or dreams. But I also think the cool thing is to enjoy the “road” until the finish, that we will never know how and when it will happen. Learning from human relationships is incredible.

caminho001

Realmente estamos somente de passagem, tentando aproveitar o caminho, no nosso caso sobre o selim de uma bicicleta. We are really just passing by, trying to enjoy the way, in our case on the saddle of a bicycle.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s