Viajar de bicicleta pelo Marrocos parte 3 – Das montanhas do Riff ao litoral mediterrâneo. / Bicycle touring Morocco part 3 – Crossing the Riff mountains to get to the Mediterranean coast.

Neste último trecho de nossas andanças em território marroquino, saímos da cidade de Fes e cruzamos a cadeia de montanhas do Riff até chegar a costa do mar Mediterrâneo, percorrendo cerca de 400 km até o porto de Tânger Med, onde pegamos o ferry boat que nos levou para Europa, mais precisamente até a cidade de Barcelona, na Espanha. On this last stretch of our journey on Moroccan territory, we left the city of Fes and crossed the Riff mountain range until we reached the Mediterranean coast, about 400 km to the port of Tangier Med, where we took the ferry boat that led to Europe, more precisely to the city of Barcelona, Spain.

Saímos de Fes após tomarmos um café da manhã e com a cidade ainda em um ritmo mais lento de final de semana cedo em tempos de Ramadan, saímos pedalando com tranquilidade seguindo destino Meknes. We left Fes after having breakfast and with the town still at a slower pace of early weekend in Ramadan times, we quietly rode off following Meknes destination.

A distância até Meknes foi de cerca de 60 km, com altimetria tranquila. Entramos na cidade sem dificuldades até chegarmos próximo a medina, onde descemos e empurramos a bike em meio as ruelas apertadas e cheias de gente até chegarmos em um pequeno hotel onde fizemos reserva pelo Booking.com . Infelizmente não haviam warmshowers, couchsurfing ou camping disponíveis nesta cidade. The distance to Meknes was about 60 km, with easy altimetry. We entered the city without difficulty until we reached the medina, where we got off and pushed the bike through the narrow and crowded streets until we arrived at a small hotel which we booked through Booking.com. Unfortunately there were no warmshowers, couchsurfing or camping available in this town.

A cidade de Meknes é bem mais tranquila que Fes e Marrakech, mas também apresenta lugares interessantes para visitar. Ficamos por 3 noites para descansarmos e eu fazer a troca dos manetes de freio que comprei na Decathlon (há uma filial em Meknes), pois o antigo aero para cantilevers, não estava eficiente para o freio a disco traseiro. The town of Meknes is much quieter than Fes and Marrakesh but it also features interesting places to visit. We stayed for 3 nights to rest and I made the exchange of the brake levers that I bought at Decathlon (there is a shop in Meknes) because the old aero for cantilevers was not efficient for the rear disc brake.

part3_001

De Meknes fomos sentido norte pela rodovia N13, passando por dois pontos históricos interessantes, onde paramos para conhecer melhor. From Meknes we headed north along the N13 highway, passing by two interesting historical points, where we stopped to get to know them better.

IMG_20180606_193532_071O primeiro foi a cidade religiosa de Moulay Idriss, que até pouco mais de uma década atrás só permitia que muçulmanos pernoitassem lá. Isso porque nesta cidade está o tumulo de um descendente direto do profeta Mohammad e ela se tornou local de peregrinação religiosa. A cidade esta encravada em meio as montanhas e pegamos uma subida bem íngrime para chegar lá. Achamos a cidade pequena e pacata, porém sem muitos atrativos e como não somos muçulmanos, não pudemos visitar o mausoleum. The first was the religious city of Moulay Idriss, that until just over a decade ago allowed only Muslims to stay there overnight. This is because in this city lies the tomb of a direct descendant of the Prophet Muhammad and it has become a place of religious pilgrimage. The city is stuck in the middle of the mountains and we cycled a very steep ascent to get there. We found the town small and quiet, but without many attractions and because we are not Muslim, we could not visit the mausoleum.

Poucos minutos depois de nossa entrada em Moulay Idriss já saímos e seguimos até as ruínas históricas da cidade romana de Volubilis ou Walili em árabe. A few minutes after our entry into Moulay Idriss we left and followed to the historical ruins of the Roman city of Volubilis or Walili in Arabic.

part3_003Neste segundo ponto de parada passamos bem mais tempo, a tarde toda praticamente. As ruínas de Volubilis apresentam remanescentes de uma enorme cidade romana que existiu durantes séculos ali. Após a queda do império romano a cidade ainda permaneceu habitada até que seus canais de água pararam de funcionar e a população começou a se mudar para a cidade ao lado, que futuramente se tornou Moulay Idriss. Apesar das ruinas terem sofrido com o clima, depredação, utilização de suas pedras para construção da cidade de Meknes e finalmente um forte terremoto no século XVIII, ela ainda apresenta-se bela e interessante para a visitação. Nós adoramos. At this second stopping point we spent much more time, practically all afternoon. The ruins of Volubilis feature remnants of a huge Roman city that existed there for centuries. After the fall of the Roman empire the city still remained inhabited until its channels of water stopped working and the population began to move to the city next, that later became Moulay Idriss. Although the ruins have suffered from the weather conditions, depredation, use of its stones to build the city of Meknes and finally a strong earthquake in the eighteenth century, it still looks beautiful and interesting for the visitation. We loved it.

 

Depois de visitar Volubilis, perguntamos a um senhor que “tomava conta” dos carros estacionados se havia um lugar para acampar por ali. Ele nos orientou a seguirmos por mais cerca de 5 km, onde haveria uma nascente de água e logo após uma pequena mata e plantações. Assim o fizemos, recarregando parte de nossas caramanholas na fonte de água e acampando em uma plantação de oliveiras logo adiante. After visiting Volubilis, we asked a gentleman who “took care” of the parked cars if there was a place to camp there. He told us to follow for about 5 km, where there would be a spring of water and soon after a small forest and plantations. So we did, reloading part of our water bottles at the water fountain and camping in an olive grove just ahead.

IMG_20180607_225602_736

Pelos próximos dias começamos a enfrentar cada vez mais subidas até chegarmos a cidade de Chefchaouen. Logo antes desta cidade pegamos o trecho mais íngrime e alto desta parte das montanhas do Riff e ficamos bem cansados para vencer os últimos 30 quilômetros até esta cidade. Over the next few days we began to face more and more climbs until we reached the town of Chefchaouen. Just before this city we took the most steep and high stretch of this part of the Riff mountains and we got very tired after the last 30 kilometers to this city.

IMG_20180608_004819_852

Nestes dias passamos por outra região que consideramos muito linda também. Esta subida pela cadeia de montanhas do Riff nos proporcionou belas paisagens e opções de camping livre em lugares bonitos e tranquilos. Encontramos ainda pelo caminho uma dupla de espanhois viajando de bicicleta e completamos 8000 km pedalados de nossa viagem. On those days we went through another region that we consider very beautiful too. This climb up the Riff mountain range has provided us with beautiful scenery and free camping options in beautiful and quiet places. We met on the way a pair of Spaniards traveling by bicycle and we also completed 8000 km cycled of our trip.

Para chegar na cidade de Chefchaouen foi duro, empurramos várias vezes a bicicleta montanha acima, até chegar nesta bela cidade em meio as montanhas do Riff. To get to the town of Chefchaouen it was hard, we pushed up several times the bike until arriving this beautiful city, in yhe middle of the Riff mountain range.

IMG_20180608_213016_985

Em Chefchaouen ficamos em um camping tranquilo e bem localizado, ao lado da medina. A cidade é bonita e com seus prédios e casas decorados em cor azul e branca. In Chefchaouen we stayed in a quiet and well located campsite, next to the medina. The city is beautiful and with its buildings and houses decorated in blue and white color.

IMG_20180611_235632_714

Depois de alguns dias para conhecer a turística cidade de Chefchaouen, chegou a hora boa de descer estas montanhas. A descida é íngrime e paramos algumas vezes para checar os freios. O freio a disco traseiro chegava a ficar de cor vermelha, pegando fogo. After a few days to get to know the touristy city of Chefchaouen, it was time to go down these mountains. The descent is steep and we stopped a few times to check the brakes. The rear disc brake turned red sometimes, “on fire”.

Passamos pela cidade de Tetouan e achamos muito movimentada. Decidimos seguir até o litoral mediterrâneo e parar na cidade de Martil, onde ficamos em um camping. Foi uma boa opção, a cidade é bonita, tranquila e com uma praia linda. No camping reencontramos um casal de italianos viajando em seu motor home (Kati e Martim), que havíamos conhecido no camping em Chefchaouen. Na noite antes de sua partida nos convidaram para jantar em seu motor home e prepararam um delicioso tagine de sardinha. Adoramos. We passed the town of Tetouan and found it very busy. We decided to head down to the Mediterranean coast and stop at the town of Martil, where we stayed at a campsite. It was a good option, the city is beautiful, quiet and with a beautiful beach. At the campsite we met again an Italian couple traveling on their motor (Kati and Martin) home, which we had met first at the campground in Chefchaouen. The night before their departure we were invited to dine on their motor home and prepared a delicious sardine tagine, that was delicious.

part3_008

Por mais alguns dias pedalamos pelo litoral mediterrâneo até chegarmos no porto de Tanger Med, acampando e ficando na casa de pessoas locais, como na cidade de Fnideq onde fomos hospedados através do Couchsurfing, pelo amigável Monim. For a few more days we cycled along the Mediterranean coast until we reached the port of Tanger Med, camping and staying at the home of local people, as in the town of Fnideq where we were hosted through Couchsurfing, by the friendly Monim.

O litoral mediterrâneo marroquino tem belas praias e cidades pequenas e interessantes. The Moroccan Mediterranean coastline has beautiful beaches and small and interesting towns.

part3_9

No último dia em Marrocos fomos até o porto de Tanger Med, onde pegamos o ferry boat que nos levou a Espanha. O preço do ticket é cerca de 48 euros por pessoa, incluindo a bicicleta, com uma viagem de duração de 27h até Barcelona. On the last day in Morocco we went to the port of Tang Med, where we took the ferry boat to Spain. The ticket price is around 48 euros per person, including the bicycle, with a journey lasting 27 hours to Barcelona.

part3_010

Logo antes de embarcarmos, fizemos amizade com outra cicloviajante, chamada Ella, australiana. Just before we embarked, we met another cycle tourist, called Ella, from Australia.

IMG_20180620_202413_747.jpgNossa viagem de ferry também foi cheia de surpresas. Compramos os bilhetes mais baratos, que nos davam direito as poltronas. Chegando na área de poltronas, tudo estava a maior bagunça. Os marroquinos armam o maior acampamento, com cobertores espalhados pelo chão e ocupavam todos os assentos, inclusive os nossos. Eles também preparam suas comidas e fazem as refeições nessa área, deixando o local com um cheiro de toalha molhada, comida, pum e chulé. Achamos melhor escapar da bagunça e procuramos um lugar mais tranquilo no navio para dormirmos. Fomos até nossa bicicleta, pegamos os isolantes e sacos de dormir e levamos para uma área aberta e tranquila la proa do navio. Our ferry trip was also full of surprises. We bought the cheapest tickets, which gave us the right to pullmann seats. Arriving in the armchair area, everything was a great mess. The Moroccans set up camp there, with blankets scattered on the ground and occupying all the seats, including ours. They also prepared their meals and dine in that area, leaving the place with a smell of wet towel, food, fart and used socks. We thought we’d better escape the mess and look for a quieter place on the ship to sleep. We went to our bike, got our mats and sleeping bags and went to and open and quiet area at the bow of the ship.

Conforme a noite caiu, todos foram dormir no “acampamento da bagunça” e nós ficamos tranquilos onde estávamos. As night fell, everyone went to sleep in the “mess camp” and we were quiet where we were.

IMG_20180620_203208_025.jpg

IMG_20180620_205651_944.jpg

A viagem é longa e levamos comida e água para não gastar com isso a bordo, a exceção de uma cervejinha que tomamos com gosto depois de tanto tempo de Marrocos, ainda mais em época de Ramadan. The trip is long and we took food and water so we did not spend buying it on board, except for a beer we drank with pleasure after so much time in Morocco, especially in Ramadan.

A entrada na Espanha por Barcelona foi tranquila. A fiscalização só pediu nossos passaportes e não fez pergunta alguma. Seguimos por onde iam os carros até sairmos do porto. Fora, econtramos meu primo, que vive lá, e nos esperava com uma bicicleta municipal bem diferente. Entering Spain through Barcelona was calm. The inspection only asked for our passports and did not ask any other questions. We followed where the cars went until we left the port. Outside, we met my cousin, who lives there, and was waiting for us with a very different municipal bicycle.

part3_012

O Marrocos foi uma experiência intensa para nós e consideramos este país um roteiro cicloturístico muito interessante e hospitaleiro, que deixou saudades. Morocco was an intense experience for us and we consider this country a very interesting and hospitable cyclotourism route.

E que venha agora a Europa, com muitas aventuras. And now Europe shall come with many adventures.

part3_013

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s